Patrocínio Logo TV Alterosa
Euro R$ 5,27
Dólar R$ 5,06
Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
Belo Horizonte
28º 14º

Hortoterapia é usada como atividade de inclusão social em Lavras

O cultivo de hortaliças pode ser usado como terapia psicossocial

(Foto: Reprodução/UFLA)
Guto Moreira
15 de maio de 2022
compartilhe

Uma parceria entre a Universidade Federal de Lavras (UFLA) e a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), está ensinando jovens e adultos a preparar a terra para colheita. As atividades fazem parte do Projeto de Extensão e Inclusão Social “Aprendendo com as Diferenças”.

Sob coordenação do professor da Escola de Ciências Agrárias de Lavras (Esal), Cleiton Lourenço de Oliveira, o projeto – criado em 2019 – quer ensinar o cultivo de hortaliças aos assistidos da Apae a partir de atividades desenvolvidas no Setor de Olericultura da universidade.

“Geralmente essas pessoas possuem uma rotina muito limitada. Aqui na Olericultura, eles ajudam a fazer a semeadura, as mudas, o transplantio das mudas em canteiros e vasos, a irrigação das culturas no campo, adubação, pulverização com caldas naturais, manejo de plantas invasoras por meio de capina manual e com enxada, colheita e manejo pós-colheita. Além de participarem das atividades práticas, eles são estimulados a escrever e contar como foi”, explica Cleiton.

Ainda segundo o professor, o cultivo de hortaliças pode ser usado como terapia psicossocial, ajudando a diminuir a ansiedade e melhorando a concentração e o desenvolvimento de atividades motoras.

“O principal resultado disso é que, com o treinamento e o passar do tempo, eles podem arrumar emprego e se tornarem pessoas independentes”, finaliza.

compartilhe