Patrocínio Logo TV Alterosa
Euro R$ 6,27
Dólar R$ 5,35
Sol com algumas nuvens. Não chove.
Belo Horizonte
34º 19º

Inovação: jovem cria máquina de limpar café e faz sucesso

A beneficiadora limpa até 3 sacas por hora e é ideal para cafés especiais

Maquina de limpar café
“A máquina é muito pequena. Ela é portátil. Fácil de transportar. Então o povo prefere comprar e tê-la em casa”, diz Johas Muzzimarques
Washington Bonifácio
20 de agosto de 2021
compartilhe

O jovem Johas Muzzimarques, de 24 anos, criou uma máquina de limpar café, com capacidade para até 3 sacas por hora. Ele vive com a família em Alto Jequitibá, na Região das Matas de Minas, e conta que começou a colocar em prática as ideias de quando ainda estudava no primário. Ele chegou a ganhar concursos na escola criando maquetes. Quando atingiu a maioridade, os sonhos começaram a ser realizados.

Foto do jovem Johas

“São muitos os interessados, mas minha estrutura é pequena não consigo fazer tudo”, diz Johas. (Foto: arquivo pessoal)

“Eu comecei a criar essa máquina de limpar café desde quando era criança. Eu sempre tive esse gosto. Esse modelo tem uns 6 anos que eu fiz uma miniatura e dela fui pesquisando até chegar no que está hoje”, revelou.

A máquina veio da necessidade de limpar o café produzido por pequenos cafeicultores. A maioria paga uma empresa para fazer esse serviço e lá se vai parte do lucro. “Eu coloquei essa ideia em prática por causa da necessidade do pequeno produtor de café comum e por causa do crescimento de café especial”, conta.

maquina de limpar café

O modelo a combustível foi o primeiro, mas agora ele também desenvolveu outros a energia elétrica. (Foto: arquivo pessoal)

Sobre o funcionamento

A máquina é tocada a combustível ou eletricidade e faz todo o serviço rapidamente. Segundo o jovem inventor, em uma hora é possível limpar 3 sacas de café. Os grãos são separados por níveis.

“Ela faz a separação perfeitamente. A máquina separa a palha e a cata do café que é aquele café miúdo e quebrado”, diz Johas.

De uma necessidade familiar hoje surgiu uma fonte de renda para o rapaz. O negócio tem crescido e graças à internet ele já tem encomendas do Paraná, Sul de Minas, Bahia e Brasília. “Se eu tivesse mais prazo sairia umas 2 a 3 por mês”, comentou em tom descontraído.

Veja um vídeo da máquina em funcionamento:

 

 

compartilhe