Patrocínio Logo TV Alterosa
Euro R$ 6,33
Dólar R$ 5,61
Chuvoso durante o dia e à noite.
Belo Horizonte
23º 18º

Setor pesqueiro tem linhas de crédito ampliadas pela Caixa

Agora os financiamentos da Caixa foram ampliados para atender a todos os produtores que atuam nas águas no país

Pescador com rede na mão a foto está contra a luz
As linhas de crédito vão auxiliar produtores e empresas da aquicultura. (Foto:Jefferson Christofoletti/Embrapa)
Washington Bonifácio
20 de novembro de 2021
compartilhe

A Caixa Econômica Federal (Caixa) estendeu este mês o financiamento para custeio, comercialização, financiamento e industrialização de culturas de peixes e crustáceos para aquicultores de águas da União. Até então, o financiamento ao setor abrangia somente as culturas exploradas em tanques escavados.

Segundo a Caixa, com a mudança todos os empreendedores da aquicultura poderão contar com crédito facilitado e condições para contratação. De acordo com nota publicada pelo banco, as taxas de juros são a partir de 3% a.a. para beneficiários do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF) e de 4,5% a.a. para os beneficiários do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (PRONAMP). Para demais empreendedores, as taxas são a partir de 6,5% a.a..

Pescadores com rede nas mãos

Beneficiários do PRONAF e PRONAMP terão taxas especiais, segundo o banco. (Foto: Manoel Pedroza Filho/Embrapa)

Com a ampliação do público-alvo pesqueiro, as linhas de crédito vão auxiliar mais produtores e empresas que necessitam de crédito, contribuindo para consolidar o setor e desenvolver a economia nacional. Os limites de crédito variam de acordo com o objetivo do financiamento e do enquadramento do cliente.

Valor para cada modalidade

Custeio – financiamento das despesas inerentes à produção aquícola, tais como ração, medicamentos e mão-de-obra;
• Pronaf: até R$ 250 mil
• Pronamp: até R$ 1,5 milhão
• Demais clientes: 100% do projeto

Comercialização – financiar a aquisição do pescado diretamente do produtor por preço não inferior ao valor de referência definido pelo Conselho Monetário Nacional (CMN);

• Para todas as modalidades: até R$ 40 milhões

Industrialização – cobrir as despesas do processo de industrialização do pescado;

• Para todas as modalidades: até R$ 400 milhões

Investimento – aquisição e reforma de máquinas, equipamentos e utensílios, além da construção ou ampliação de benfeitorias;
• Pronaf: até R$ 400 mil
• Pronamp: até R$ 430 mil
• Demais clientes: 100% do projeto

Os interessados podem obter mais informações no site da CAIXA.

compartilhe