Patrocínio Logo TV Alterosa
Euro R$ 5,36
Dólar R$ 5,08
Sol, com nevoeiro de manhã e pancadas de chuva à tarde. Noite com poucas nuvens.
Belo Horizonte
27º 16º

Alpinópolis e Cabo Verde testam novas cultivares de café

Os encontros serão promovidos pela Epamig e a Cooxupé

(Foto: Reprodução/Epamig)
Guto Moreira
6 de maio de 2022
compartilhe

Alpinópolis e Cabo Verde, no Sul de Minas, recebem na próxima terça-feira (10), dois dias de campo para a apresentação dos resultados do primeiro triênio do projeto que avalia o desempenho de cultivares de café para a região.

Os encontros serão promovidos pela Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) e a Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé (Cooxupé), em propriedades que abrigam Unidades Demonstrativas do projeto. No município de Alpinópolis, o evento acontece a partir das 13h30, na Fazenda Monge. Já no dia seguinte (11), no mesmo horário, as atividades serão na Fazenda das Almas, em Cabo Verde.

“A programação é bastante similar nas duas datas. Teremos uma estação da Epamig, na qual apresentaremos os resultados de produtividade e qualidade de bebida obtidos por cultivar nas diferentes Unidades Demonstrativas neste primeiro triênio de avaliação e as projeções para a próxima safra. E uma estação da Cooxupé com destaque para as ações da Cooperativa voltadas para a produção de cafés especiais. Para terminar, haverá um giro nas unidades demonstrativas, nas quais será possível observar o desempenho das cultivares em campo”, explica o pesquisador da Epamig, César Botelho.

Unidades Demonstrativas

O projeto Unidades Demonstrativas de Café no Sul de Minas foi implantado em dezembro de 2016 com o objetivo de validar as novas cultivares desenvolvidas pelo Projeto de Melhoramento Genético do Cafeeiro da Epamig. A parceria entre Epamig e Cooxupé está presente em 15 municípios da região, onde foram plantadas 10 cultivares diferentes, oito desenvolvidas pela Epamig e duas amplamente cultivadas que servem como testemunhas, Catuaí Vermelho IAC 99, como padrão de produção, e Bourbon Amarelo IAC J10, como referência de qualidade.

compartilhe