Patrocínio Logo TV Alterosa
Euro R$ 5,40
Dólar R$ 5,14
Sol com algumas nuvens. Não chove.
Belo Horizonte
28º 13º

Assistência técnica atende 28 produtores e gera resultados em Barbacena

ATeG foi instalada em Barbacena há quatro meses e já modifica a vida de fruticultores

produtores vão conseguir aumentar o faturamento com a assistência (Foto: Senar)
Vivia de Lima
11 de maio de 2022
compartilhe

Não é preciso muito tempo para que a assistência técnica e gerencial (ATeG) dê bons frutos para o produtor rural. No caso da Fruticultura do Morango, em Barbacena, 28 propriedades rurais em parceria com o Sindicato de Produtores Rurais da cidade vem melhorando a gestão, indicando pontos de economia de gastos e aumento do faturamento, além de planejar avanços na qualidade e produtividade.

O técnico de ATeG Fruticultura Morango na região é Frederico Fernandes. Ele atende a cidade e aos distritos de Antônio Carlos, Alfredo Vasconcelos e Ressaquinha, no campo das Vertentes em Minas Gerais. Já de início, apresentou técnicas de gestão e mensuração de custos que fizeram a diferença para o produtor. “No primeiro atendimento vemos que a parte gerencial costuma ser falha, eles se assustam quando veem o custo operacional. Percebemos que existem custos que vão consumir grande parte do faturamento. Apenas com a embalagem, o produtor costuma gastar entre 40 e 50% do seu valor de venda, o que é muito alto. Estamos fazendo ações para mitigar esse custo”, disse.

Ricardo Pacheco é produtor e está apenas em seu segundo mês participando do programa. Segundo ele, a maior dificuldade é, de fato, administrativa. Ele costumava cometer erros na hora de calcular o custo de produção e, às vezes, vendia o morango com preços abaixo do seu valor justo.

“Na primeira visita fizemos levantamento, na segunda já foram vistas grandes mudanças. O Fred trouxe alguns gráficos e me mostrou os custos elevados, onde havia erros de cálculo de valores. Só isso já ajudou muito, apontando onde estava nosso erro e nós não víamos”.

Há cerca de cinco meses no ATeG, o Michael Vinícius não esconde a satisfação. Além de ter visto melhorar a saúde da sua lavoura, percebeu diversos pontos de otimização na sua produção, aumentando seu faturamento e lucro. “Sempre houve problemas com pragas, mas o principal entrave sempre foi relacionado à parte gerencial, que, por muitas vezes, principalmente por falta de tempo, acabava ficando de lado. Com a assistência já consegui identificar alguns pontos que poderiam ser revistos, gerando economia principalmente na parte de embalagens”, disse.

compartilhe