Patrocínio Logo TV Alterosa
Euro R$ 5,45
Dólar R$ 5,19
Dia de sol com algumas nuvens e névoa ao amanhecer. Noite com poucas nuvens.
Belo Horizonte
25º 13º

Companhia faz plantio de mudas em propriedades da Zona da Mata

A iniciativa tem como objetivo a recuperação de ecossistemas; Até o final do ano mais de 15 mil mudas devem ser plantadas

Vivia de Lima
20 de junho de 2022
compartilhe

Recuperar ecossistemas e incrementar a biodiversidades. Dessa forma, a Companhia Brasileira de Alumínio, junto do Instituto Votorantim e a Reservas Votorantim, iniciou o plantio de mudas por meio do Reflora,  voltado para pequenos produtores rurais que querem fazer o reflorestamento de algumas áreas, afetadas pela agricultura e agropecuária. Mais de 460 mudas nativas foram plantadas neste mês, em Miraí, na Zona da Mata.

Segundo a Companhia, a iniciativa auxilia ainda na criação de corredores ecológicos, a preservação de recursos hídricos, e possível geração de crédito de carbono florestal além da regularização fundiária de áreas degradadas de Reserva Legal (RL) e Áreas de Preservação Permanente (APP). Até o final de 2022, mais de 15 mil mudas devem ser plantadas na região. Já a a meta, até 2030,  é garantir a oferta de alumínio de baixo carbono e de soluções sustentáveis.

“Essa é mais uma ação de desenvolvimento das comunidades, conectando o negócio, a academia, o poder público e os proprietários rurais. Queremos desenvolver as comunidades em que atuamos, ampliando a consciência de todos para a importância da sustentabilidade”, destacou o gerente das Unidades de Mineração da Zona da Mata, Christian Fonseca de Andrade.

Os proprietários devem manter e monitorar a área com apoio técnico da Companhia. Vaguinei Juliani Cruzato detalhou como foi ser o primeiro proprietário a receber as mudas. “ Espero contribuir com as gerações futuras, para que todos possam viver em um mundo melhor. O plantio de árvores é uma alternativa simples e benéfica para evitar os impactos ambientais”.

Como participar?

Para participar, o produtor rural deve cumprir  alguns critérios estabelecidos pela Companhia Brasileira de Alumínio.  Depois de selecionados, eles têm responsabilidade de cumprir os termos do contrato, permitir o acesso dos técnicos e responsáveis às áreas para execução do projeto, o que inclui plantio, participação em treinamentos, manutenção e monitoramento das mudas.

compartilhe