Patrocínio Logo TV Alterosa
Euro R$ 6,37
Dólar R$ 5,48
Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
Belo Horizonte
29º 16º

Mulheres se unem e descobrem cafés especiais em Divino

Elas criaram um concurso que identificou mais de 20 propriedades com potencial em produção de cafés especiais

Foto de café na mesa
Café de Divino ganha valor agregado depois de concurso municipal. (Foto: Kleber e Marta)
Washington Bonifácio
14 de outubro de 2021
compartilhe

Produtores de café da cidade de Divino, na região das Matas de Minas, no Leste do Estado, se preparam para o 4º Concurso de Cafés Especiais da cidade. O evento é organizado por três mulheres movidas por um sonho: agregar valor ao café produzido na cidade onde vivem e reconhecer as potencialidades do produto. Viviane Cunha é produtora de café e mobilizadora do Senar Minas. Ela contou para o Uai Agro que a se uniu à Jucimara Araújo, que também é cafeicultora, com a intenção de orientar os demais produtores rurais sobre a importância de qualificar o produto e a interferência disso no valor da mercadoria.

“Com os cursos do Senar, a gente começou a ver que o produtor não tinha conhecimento do que tinha em mãos. Ele planta, trabalha muito bem, mas, na hora de vender, ele não sabia. O café era levado para o comprador que falava se bebeu ou se não bebeu. Com os cursos do Senar, percebemos que tinha café de altíssima qualidade aqui”, revela Viviane.

Para dar forma ao evento, as duas cafeicultoras procuraram a Ana Claudia Breder, que é cerimonialista e tinha o sonho de fazer uma festa gastronômica na cidade. Foi a partir desta união que surgiu o Mix Café.

“O Mix Café surgiu em 2018 para dar a oportunidade de acesso aos pequenos cafeicultores do município de Divino a laudos idôneos e assim passarem a ter conhecimento e autonomia sobre os cafés produzidos por eles e seus familiares”, diz nota enviada à imprensa.

Promotoras do evento

Ana Cláudia, Viviane Cunha e Jucimara Araújo fazem últimos ajustes para evento que acontecerá sábado(16). (Foto: Kleber e Marta)

Esta é a quarta edição do evento. Foram recebidas 67 amostras de café arábica preparado, peneira acima de 16. A análise técnica das amostras será feita pela empresa Caparaó Junior (IFIs). Os produtores vencedores vão ganhar o título de melhores cafés de Divino e ainda vão ganhar premiações com produtos ligados ao café.

Provadores fazem a classificação

Momento da prova para a classificação de amostras. (Foto: Kleber e Marta)

“No primeiro concurso, encontramos bastante resistência, mas encontramos muita gente para nos apoiar. Conseguimos pouco mais de 50 amostras. Destas amostras, 21 pontuaram acima de 80. Ou seja, mais de 20 propriedades tinham café especial sem nem ter se preparado. Antes disso, apenas dois produtores em Divino eram reconhecidos como produtores de cafés especiais”, revela Viviane.

O evento vai acontecer neste sábado(16), a partir de 9h, e será transmitido pela internet.

Clique no vídeo e ative o lembrete.

compartilhe